Violência e Discriminação contra Pessoas Idosas

Versão para impressão

Violência contra Pessoas Idosas consiste em causar dano ou sofrimento a pessoas com 60 anos ou mais, mediante qualquer ato ou omissão (p.ex., deixar de cuidar), dentro de qualquer relação em que o idoso deveria poder depositar confiança (parentes, cuidadores, instituições etc).

Esta modalidade de violência ocorre tanto no contexto doméstico-familiar (ver Violência Doméstica) quanto em “lares”, “casas de repouso”, asilos, clínicas e similares (ver Violência Institucional).

As formas mais frequentes são:  Negligência e Abandono, Violência Física, Violência Econômica (desvio de ganhos e bens de pessoas idosas), Violência Psicológica, Violência Moral (injuriar, ridicularizar diretamente ou mediante a divulgação de informações depreciativas ou injuriosas), Cárcere Privado e Violência Sexual (ver detalhes em cada um desses itens),  devendo-se lembrar sempre que se aplicam também ao contexto institucional.

Já a Discriminação contra Pessoas Idosas consiste em discriminar, por motivo de idade, no acesso a qualquer local ou no atendimento em qualquer serviço público ou privado, bem como no acesso a trabalho ou emprego.

Faça uma Denúncia

UFES X SEADH

.